domingo, fevereiro 5, 2023

Idiomas Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianKoreanPortugueseSpanish

spot_img
InícioNotíciasCriptomoedasMercado cripto ultrapassa US$ 1 trilhão e altcoins sobem até 50% em...

Mercado cripto ultrapassa US$ 1 trilhão e altcoins sobem até 50% em meio a possível pulo de gato morto do Bitcoin

Movimentação dos investidores também coincidiu com declarações de Georgieva em Davos para 2023: ‘Pouco melhor que o esperado’.

A aproximadamente 10 dias do anúncio de uma possível nova elevação da taxa de juros dos EUA por parte do Federal Reserve (Fed), o banco central dos EUA, o mercado de criptomoedas movimentava US$ 1,04 trilhão (+6,2%) e voltava a recuperar um nível psicológico importante para os investidores, que pareciam contagiados por declarações vindas do Fórum Econômico Mundial, que se estende durante o fim de semana em Davos (Suíça), mais arrefecedoras em relação à possível recessão econômica mundial, que assombra as projeções dos analistas e autoridades monetárias. 

Em avaliações de executivos de grandes corporações entrevistados pelo site Business Insider, é possível perceber que boa parcela dos grandes players enxergam que a recessão mundial será técnica, artificial por causa da austeridade do Fed, e que, por isso, pode ser rápida e superficial. O que parece em sintonia com as declarações da diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, dizendo que este ano pode ser um pouco melhor do que o esperado com a possibilidade de a abertura da China ajudar a reduzir os impactos negativos na macroeconomia.  

Correlacionadas ao mercado de ações, as criptomoedas sentiam a reação positiva dos investidores. O Bitcoin era negociado a US$ 22,9 mil (+9,5%) e respondia por 42,2% de dominância de mercado, o que indica um avanço mais cauteloso sobre as altcoins. Não por acaso, o ETH era negociado a US$ 1,650 (+6,3%), o BNB respondia por US$ 303 (+5,7%), o XRP era transacionado a US$ 0,41 (+4,5), o ADA estava precificado em US$ 0,36 (+9%), o MATIC representava US$ 1,02 (+7%) e o DOT estava estimado em US$ 6,21 (+7,5%).

Em relação às altas de dois dígitos, o APT estava nivelado em US$ 12,25 (+50,2%), o OP era comprado por US$ 2,39 (+36,1%), o SOL se equiparava a US$ 25,31 (+19,3%), o HBAR estava posicionado em US$ 0,072 (+17,4%), o API3 equivalia a US$ 1,78 (+43%), o OCEAN era trocado por US$ 0,35 (+33,9%), o dYdX era transacionado por US$ 1,67 (+24,4%), o ANY estava estabelecido em US$ 9,34 (+22,8%), o LOOKS era procurado por US$ 0,21 (+17,8%) e o META se equiparava a US$ 0,029 (+29,3%). 

Apesar da alta de preços, a maioria dos traders de criptomoedas acredita que o momento retrata uma “armadilha de touro”, de acordo com uma enquete publicada no Twitter na última sexta. 

Em outra publicação no Twitter, o trader de peseudônimo Skew observou que os compradores TWAP, sigla em inglês para preço médio ponderado pelo tempo, utilizada para minimizar os impactos de grandes ordens no mercado por meio da distribuição das ordens em intervalos regulares, ajudou a segurar a queda do BTC, que, pelos gráficos, apresentava ordens de venda massivas. 

Por sua vez, o estrategista Crypto Tony disse que a alta do Bitcoin não passa de um “pulo de gato morto.

Na última sexta, enquanto o BTC segurava o ganho semanal, três criptomoedas subiam até 3.526%, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

Via cointelegraph

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

+ LIDOS