Cocar em NFT e em contrapartida física, que acompanhou Papiõn em rituais indígenas por 7 anos. Feito de penas de garça e gavião e recebendo a cor rosa após ritual da Jurema Sagrada. Um cocar que leva consigo a força ancestral e espiritual, a força da natureza. Feito pelos indígenas Fulni-ô da Aldeia Águas Belas - Pernambuco.
sexta-feira, maio 20, 2022

Idiomas Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianKoreanPortugueseSpanish

spot_img
Home Artes Originárias OCA - Obersavatório Cultural das Aldeias Coletivo OCA – Cocar Fulni-ô (Phygital)

Coletivo OCA - Cocar Fulni-ô (Phygital)

Quadro cocar pertencente a Papiõn Cristiane Santos, coordenadora do oca Observatório Cultural das Aldeias e idealizadora da loja Oca Artebrasileira, cocar que a acompanhou em rituais indígenas por 7 anos . Feito de penas de garça e gavião recebendo a cor rosa após ritual da Jurema Sagrada , um cocar que leva consigo a força ancestral e espiritual a força da natureza , feito pelos índios Fulni-ô da Aldeia Águas Belas - Pernambuco.

Tags:

O Observatório Cultural das Aldeias (OCA) foi idealizado após Cris Papion, coordenadora do projeto, sofrer discriminação racial e exposição na Internet com dúvidas e levantamentos sobre sua origem indígena e de nascimento. Saindo da depressão, surge o Oca, para fazer as pessoas repousarem em uma das redes e se identificarem com a questão indígena e da ancestralidade originária. Guarany M´bya, Apurinã e Pataxó Hã Hã Hã são alguns dos povos do coletivo. Assim é o OCA, uma grande taba de direitos aos povos indígenas e à sustentabilidade como geração de renda para mulheres indígenas e urbanas.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

Galerias Recomendadas