sábado, fevereiro 4, 2023

Idiomas Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianKoreanPortugueseSpanish

spot_img
InícioNotíciasNegóciosBanco BV fecha parceria com a startup Liqi para tokenização de ativos

Banco BV fecha parceria com a startup Liqi para tokenização de ativos

A Liqi anunciu uma parceria com o banco BV para a tokenização de recebíveis do banco. Esta é a primeiva vez que o BV anuncia uma ação envolvendo o mercado de tokens e blockchain

O Banco BV e a startup Liq  anunciaram uma parceria para a tokenização de recebíveis do banco. Esta é a primeiva vez que o BV anuncia uma ação envolvendo o mercado de tokens e blockchain.

A novidade permitirá que pequenos investidores comprem partes desses recebíveis, sem a necessidade de fazer um grande aporte financeiro. Inicialmente, a oferta será aberta exclusivamente para funcionários do banco.

Toda a operação ocorre dentro da blockchain, rede descentralizada que opera como um sistema de registro distribuído, garantindo que os dados já registrados não sejam alterados ou apagados, além da possibilidade de que sejam auditados.

“Com a tokenização dos recebíveis, o BV começa a participar do movimento transformacional e inovador do mercado financeiro. Queremos contribuir para uma maior disseminação de informações sobre ativos digitais, além de possibilitar que investidores acessem determinados ativos que normalmente não conseguiriam”, afirma Rogério Monori, diretor executivo de Corporate & Investment Banking e Tesouraria do banco BV.

Daniel Coquieri, co-fundador da Liqi, destacou que a parceria da Liqi com o BV demonstra como o mercado de ativos tokenizados veio para ficar.

“Cada vez mais as instituições financeiras estão percebendo como a segurança e a transparência da blockchain estimulam o ecossistema como um todo, trazendo diversos ganhos em todas as pontas. Em apenas três meses já estruturamos aproximadamente R$ 30 milhões em ativos tokenizados. Ainda que pareçam números bastante tímidos para o tamanho do mercado financeiro, acreditamos que em pouco tempo vai fazer parte do dia a dia do mercado por se tratar de uma tecnologia que permite escalabilidade e velocidade”, disse.

Mais de R$ 35 milhões de ativos tokenizados

Ao Cointelegraph a Liqi revelou que desde janeiro deste ano, mais de R$ 35 milhões em ativos foram tokenizados pela empresa. A expectativa é que até o final de 2022, a companhia tokenize mais de R$ 50 milhões. 

Desse valor, R$ 23 milhões foram de ativos tokenizados pela SB Crédito, empresa que possui rating AA+ e atua há 23 anos no mercado de antecipação de recebíveis e de outras linhas de créditos para companhias, sendo que mais de R$14 milhões já voltaram para os investidores que compraram as ofertas. 

“Nós temos uma cultura de estar sempre buscando a parte de inovação. Temos que entender que o mercado está passando por essa transformação de desintermediação financeira. Além de inovação,  a tokenização é uma democratização do acesso a investimentos”, afirmou o Vice Presidente da SB Crédito, Lyeverson Nogueira Alves.

Nogueira destacou ainda que “hoje você pode, como investidor, comprar um pedacinho de um imóvel, de uma empresa, um direito de recebimento. Isso é democratização, todas as pessoas que têm R$ 25,00 podem ser um investidor. Para nós é muito importante ser um dos pioneiros nesse movimento do mercado em parceria com a Liqi.”  

Essa forma de investir está dando tão certo, e esse mercado tem se destacando tanto que no início do ano entraram para o quadro societário da Liqi, a Kinea Ventures (fundo de Corporate Venture Capital do Itaú Unibanco), a Oliveira Trust e o fundo Honey Island. 

Além disso, órgãos regulatórios como a CVM, também estão acompanhando e apoiando esse mercado, fato que demonstra o potencial da tokenização. 

O CEO da Liqi, Daniel Coquieri relatou que “cada vez o tema tokenização vem crescendo”, e enfatizou que “estamos acompanhando use cases reais de tokenização, onde entregam uma proposta de valor real para o mercado, que é a desintermediação, trazendo mais eficiência para o mercado de capitais, possibilitando mais transparência e segurança.”

Coquieri destacou que no primeiro semestre deste ano a Liqi se preparou construindo a tecnologia para possibilitar que a tokenização fosse possível, e que no segundo semestre a empresa focou em acelerar o uso da tecnologia.

“Esse número de R$ 35 milhões de ativos tokenizados ainda é um número tímido, mas representa que a tokenização está acontecendo. E esperamos que ano que vem a Liqi tenha mais parceiros tokenizando ativos e investidores interessados em conhecer [a tokenização], possibilitando que essas pessoas tenham acesso a uma nova classe de ativos que antes eles não acessavam”. 

Via cointelegraph

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

+ LIDOS