sexta-feira, julho 19, 2024

Idiomas Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianKoreanPortugueseSpanish

InícioNotíciasArtes'Pega a visão': NFT é lançado oficialmente no Festival Afrofuturismo

‘Pega a visão’: NFT é lançado oficialmente no Festival Afrofuturismo

Relação com a capital baiana ajudou criadores a idealizar o NFT

NFT “Pega a Visão” foi lançado oficialmente neste sábado (19), durante o Festival Afrofuturismo, no teatro Gregório de Mattos, em Salvador. Estiveram presentes os criadores do token, Aaron Mitchell, ex-diretor Global de RH da Netflix, e Javonté Anyabwelé, VP do Carnival Cruise, além de Daniel Neiva e Tata Ribeiro, da Aimó Tech.

Os criadores Javonté Anyabwelé e Aaron Mitchell contaram sobre as suas relações com a capital baiana que o “ajudaram” a criar o ativo digital. 

PEGA VISÃO SALVADOR CLUB

O Pega Visão Salvador Club é uma empresa web3 que existe para celebrar a cultura africana diaspórica de Salvador, Brasil, através de coleções de NFTs e colaborações que elevam e unem a comunidade negra; fazendo com que as pessoas prestem atenção: “Pega Visão”.

A coleção lançada foi a Sequeladus de Salvador (SDS), a primeira coleção em NFT de arte digital do PVSC. Com uma colaboração de quase um ano entre o multi-facetado NiD de Salvador e o PVSC, esta é uma coleção de 2.500 artes generativas em NFT com o personagem Sequeladus, do NiD, que nos transporta para a cultura de Salvador, numa estética que celebra a vibração de sua paisagem urbana. 

Criador do personagem SDS, Daniel Neiva falou sobre o projeto. “Apresentei personagens ao Javonté e ele viu que havia algo ali. No grafite, por vezes, não consigo ter tempo para poder detalhar e é preciso ser rápido, por isso quis que meu personagem tivesse um olho costurado”, afirmou. 

“O Javonté conseguiu visualizar minha ideia, para que meu personagem fosse integrado na cultura pop e se fixasse cada vez mais na cabeça das pessoas”, completou o artista. 

O Festival Afrofuturismo é promovido pela Vale do Dendê e Sebrae, transformando o Centro Histórico de Salvador em um ambiente acessível e inovador. Conhecidos pontos turísticos da cidade, a exemplo do Teatro Gregório de Mattos, Palacete Tira Chapéu, Largo Tereza Batista, além do novo Hub de Inovação do Centro Histórico – a Casa Vale do Dendê, serão transformados em instalações Afrofuturistas.

O Festival Afrofuturismo Ano IV – Por uma abolição econômica terá em sua programação talks, debates e palestras com convidados nacionais e internacionais das áreas de tecnologia, criação de conteúdo, jovens inovadores e empreendedores que discutirão assuntos relacionados ao protagonismo afrodescendente e sua contribuição para a economia criativa, plataformas digitais, universo das criptomoedas, entre outros temas.

via bahianoticias.com.br

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ LIDOS